Tortuga Câmaras de Ar

Contato

  • Unidade Curitiba
    R. Alberto Klemtz, 441 . Portão
    CEP 80330-380 . Curitiba . PR . Brasil
    Tel: 55 41 3314-3100 | 0800 411919
    Fax: 55 41 3314-3152
  • Unidade Araucária
    Av. das Araucárias, 5500
    CEP 83707-000 . Araucária . PR . Brasil
    Tel: 55 41 3643-199

Home Coleção Tortuga bom caminhoneiro Segurança

Coleção Tortuga bom caminhoneiro

Segurança para o caminhoneiro

Faça sua parte

Direção defensiva é dirigir de um jeito seguro que evite acidentes, não se importando se os outros se comportam ou não da mesma forma.

Faça sua parteDireção defensiva é dirigir de um jeito seguro que evite acidentes, não se importando se os outros se comportam ou não da mesma forma. A filosofia da direção defensiva é: não importa se o outro condutor está errado ou se está sendo egoísta, o que importa é que você evite, a todo custo, um acidente ou uma situação perigosa. Para que isso aconteça, é preciso mudar e adaptar o jeito de conduzir seu caminhão. Para isso é fundamental conhecer os pontos fracos do seu veículo. Praticar a direção defensiva garante a sua segurança e a de todos que circulam pelas estradas e rodovias brasileiras.

PORQUE É DIFÍCIL DIRIGIR UM CAMINHÃO 

É mais difícil dirigir caminhões, carretas, ônibus e veículos articulados do que qualquer outro veículo. Todas as manobras, sem exceção, são mais complicadas de executar devido ao peso e tamanho dessas grandes máquinas.
Veja por que: 
  • O comportamento em curvas fechadas é sempre inseguro e a trajetória das rodas de trás não segue a das rodas da frente. 
  • Os ponto cegos desses veículos são muito maiores. 
  • Em frenagens, os veículos de grande porte precisam do dobro ou até do triplo da distância para parar.

CUIDE DO SEU VEÍCULO

O motorista defensivo sempre mantém seu veículo em bom estado de conservação e com a manutenção de seus equipamentos em dia, deixando-os sempre em condições de reagir a todos os seus comandos. Os defeitos mais comuns que podem causar acidentes são:
 
  • Freios desregulados.
  • Lâmpadas queimadas.
  • Limpador do para-brisa com defeito ou a palheta em péssimo estado.
  • Falta de buzina.
  • Espelho retrovisor deficiente
  • Cinto de segurança defeituoso
  • Pneus gastos ou defeituosos
  • Faróis desregulados.
Em todas as situações acima, é seu dever realizar manutenções periódicas no veículo através da prevenção imediata e da prevenção mediata.

PREVENÇÃO IMEDIATA SIGNIFICA:

  • Checar os pneus, verificando a correta calibragem e se estão todos em perfeito estado.
  • Verificar se todas as lâmpadas do veículo estão funcionando.
  • Verificar o nível da água do sistema de arrefecimento (radiador), completando se necessário.
  • Testar a buzina.
  • Verificar o nível de combustível, certificando-se que seja suficiente para chegar ao local de destino ou ao próximo posto.
  • Verificar o nível da água do limpador do para-brisa, completando se necessário.

PREVENÇÃO MEDIATA SIGNIFICA:

  • Calibragem do pneu socorro.
  • Verfificar o nível do óleo do motor.
  • Verfificar o nível da água da bateria
  • Fazer a regulagem dos faróis.
  • Fazer alinhamento e balanceamento das rodas.
  • Verificar amortecedores e freios.
  • Fazer rodízios dos pneus a cada 15.000 Km, no máximo.
Fonte: Condu (Centro de Treinamento Espacializado em Segurança no Trânsito) e Ciretran

DICAS PARA UMA BOA CONDUÇÃO:

  • Dirigir com os braços e pernas ligeiramente dobrados, para diminuir as chances de lesões.
  • Apoiar bem o corpo no assento e no encosto do banco o mais próximo possível de um ângulo de 90 graus.
  • Ajustar o encosto de cabeça de acordo com a altura do ocupante, de preferência na altura dos olhos.
  • Manter os calcanhares apoiados no assoalho do veículo e evitar apoiar os pés nos pedais quando não os estiver usando também são medidas que ajudam os motoristas a manterem uma boa postura e a não colocar em risco sua saúde física enquanto dirigem.
  • Segurar o volante com as duas mãos, na posição dos ponteiros do relógio marcando 9 horas e 15 minutos, para que seja possível enxergar o painel e acessar os comandos do veículo.
  • O cinto de segurança deve ajustar-se firmemente e passar sobre o peito. Nunca sobre o pescoço.
  • O motorista deve se posicionar de modo que veja bem as informações do painel, através do qual pode verificar sempre o funcionamento de itens importantes.
Fonte: Portal O Carreteiro

QUANDO O TEMPO NÃO AJUDA…

Chuva e neblina não são as melhores condições para se dirigir na estrada. Mas, como dificilmente dá para parar e esperar que o sol apareça para você seguir adiante, aqui vão algumas dicas importantes. 
 
Na chuva:
  • A chuva torna a pista escorregadia e dificulta a visibilidade. É pior nos 15 primeiros minutos por causa da sujeira na estrada que se mistura com a água.
  • Regule a velocidade de acordo com a situação.
  • Não deixe embaçar os vidros.
  • Aumente a distância para o veículo da frente.
  • Acenda os faróis e, não tendo condições para continuar a viagem, pare o veículo fora da pista.
  • Não passe em alta velocidade em poças de água, você pode aquaplanar e perder o controle do veículo, além de causar problemas na sua mecânica.
Em caso de neblina:
  • Reduza a velocidade (não muito, para evitar que batam na sua traseira).
  • Use luz baixa.
  • Evite parar nos acostamentos.
  • Estacione só em locais seguros desligando todas as luzes e não deixando ninguém dentro do veículo.
  • Não faça ultrapassagens, principalmente em vias de duplo sentido.
  • Fique atento aos sinais sonoros dos demais veículos, como buzina, motor ou sirene.
  • O ruído de cascalho, nas estradas, pode indicar que você está saindo da pista para o acostamento, por isso, evite tudo o que possa desviar a sua atenção, como conversas e o som do rádio.
  • Sinalize, com antecedência, todos os movimentos que você irá fazer.
 

 


Saúde

Negócios

Segurança

SPVS

© Tortuga . Todos os direitos reservados.

Webmail Tortuga